22 de janeiro de 2014

Caminho de Santiago: o albergue de Carrion!!!

 

Bom dia peregrinos!

Hoje não vamos caminhar, pois eu quero contar da experiência de ficar em um albergue paroquial, mais especificamente no albergue Santa Maria em Carrion de los Condes.

Já na entrada fui recepcionada por hospitaleiros que tiravam as mochilas das nossas costas e serviam um chá gelado e uma torta caseira de framboesa deliciosa! O padre Dominic (da Coréia e que estava fazendo o Caminho) ficava  na entrada do albergue também, abençoando os peregrinos cansados e parecia que todo cansaço desaparecia como mágica com toda essa recepção carinhosa.

Depois de devidamente registrados, nos dirigíamos a sala ao lado para retirar e guardar as botas e cajados e hospitaleiros nos esperavam com uma bacia de agua e sal grosso para relaxar os pés. Coisas simples, mas extremamente significativas para um peregrino!!!

Após isso, um dos hospitaleiros nos direcionava ao nosso quarto e fazia questão de carregar nossa mochila até lá!!!

Não sei se existem outros albergues assim, eu particularmente só vivi isso nesse, e confesso que ADOREI!!! Alegre

DSCN1877

DSCN1876

DSCN1890

No check in, erámos convidados também a participar de um show de música, da missa e do jantar compartilhado (onde cada peregrino trazia algo e todos cozinhavam juntos). Fantástico!

Depois do encontro com Pepe e desta recepção maravilhosa, me sentia tão bem que tomei um banho e fui caminhar pela cidade enquanto aguardava a hora do show!

DSCN1880

DSCN1882

DSCN1893

DSCN1896

DSCN1901

DSCN1906

Voltei pro albergue e o show de música estava começando. Na verdade, o show foi feito por nós mesmos! Os hospitaleiros pediram que cada um se apresentasse e contasse o motivo porque estava fazendo o Caminho, e daí, cada pequeno grupo de pessoas do mesmo país cantaram uma música do país na sua língua. Foi muito engraçado!!! E emocionante!!

Além disso, cantamos todos juntos algumas músicas espanholas conhecidas, como Guantanamera, por exemplo.

DSCN1931

DSCN1923

DSCN1929

DSCN1924

Foi uma tarde fantástica!!! Até encontrei no albergue o peregrino que tinha tirado minha foto com o Pepe na estrada, o Martin, da Polônia.

DSCN1932

 

Depois do show fomos a missa, que foi especialmente linda!!! Além de eu entender o espanhol falado pelo padre melhor do que as experiências que eu tinha tido antes, no final da missa o padre chamou todos os peregrinos no altar para abençoa-los e nos deu uma pequena lembrança, um presente simbólico: uma estrela de papel colorida para que guardássemos aquele momento na memória. O mais interessante. era que o padre, apesar de ser filho de espanhóis, era brasileiro (por isso devo ter entendido o espanhol dele durante a missa!). Ele era de São Paulo, e falava português com sotaque da Mooca onde ele cresceu! Muito engraçado conversar em português com o Padre!

DSCN1934

DSCN1940

DSCN1938

E pra finalizar esse dia iluminado, compartilhamos o jantar no albergue com pessoas do mundo todo… com direito a vinho, é claro!!! Alegre

DSCN1942

DSCN1943

DSCN1944

Gratidão profunda por esse dia no Caminho: por começar o dia com céu cheio de estrelas, por caminhar com Mauricio e David pela manhã, por ter encontrado o Pepe, pela dor que sumiu, por ser acolhida nesse albergue maravilhoso com tantas pessoas queridas, por conhecer a história e o motivo de outros peregrinos estarem no Caminho, por compartilhar a comida, por rir, por chorar, por me emocionar muito com cada acontecimento deste único dia!!!

Gratidão…

Namaste!

Thais

3 comentários:

Flanador disse...

Foi uma pena não ter ficado neste, ficamos nos das Clarissas. Estava com Wagner, Jesus, Arunas e companhia um dia atrás de você eu acho :-)

Flanador disse...

Estou adorando seu relato! Bjs

Thais Yoga disse...

Pena mesmo! O albergue é sensacional! Mas terá uma próxima vez, né!!! =)
obrigada pela companhia! E bora caminhar!!!